Angola, Huambo

(Reconstrução)
 


Há uns anos atrás, uma pessoa amiga deu-me uma cassette VHS, filmada no Huambo a 17 de Junho de 1997. Vi-a dezenas de vezes, até conseguir olhar para ela com os olhos secos. A tragédia estava escrita em todas as paredes de todas as casas. Cheguei mesmo a acreditar na "Mulemba da Maldição" esse conto de Sebastião Coelho, o Jornalista Kandimba. Hoje, é com alegria que vejos fotos da reconstrução da cidade que aos 15 anos teve a promessa de ser capital.




Um pouco de história e algumas imagens

de 1912 a 2008
 

Foi há quase um século, no dia 8 de Agosto de 1912, que o General Norton de Matos, recém-empossado Governador-Geral da Colónia de Angola, fundou a cidade do Huambo no Planalto Central. Com o Caminho de Ferro de Benguela a cidade cresceu rapidamente e em 1927 o então governador Vicente Ferreira resolveu chamar-lhe Nova Lisboa, prometendo fazer dela a nova capital de Angola. Passaram depois quatro décadas sem que a promessa se cumprisse e em 1975, com a independência de Angola, a cidade readquiriu o nome original de Huambo.

Capela de Nossa Senhora do Monte, na Caála, reinaugurada a 14/09/2008 - Fotos de 1962, 2007 e 2008
O cine-teatro Ruacaná, a Nova York e as futuras instalações do CPUC, em três fotos batidas por Chilala Moco, em 2004.

Hoje, na Praça Central, está sentada uma estátua do poeta da Sagrada Esperança, Agostinho Neto, de frente para o Palácio do Governador e não muito longe da estátua do General Norton de Matos, que voltou a ser colocada de pé, rodeada pelas suas quatro virtudes, a "Prudência, a Justiça, a Fortaleza e a Temperança",



Huambo 2008


Fotos de Julio em Picasa, Huambo Novembro 2008
Foto de Luis Abegão em Panoramio, Huambo 2007

Fotos de Luanda, 2007  2006  2005  2002
Fotos de Malanje, 2007  2003
Fotos de Cuanza Sul, 2006
Fotos do Lobito, 2004  1970
Fotos de Benguela, 2004
Fotos do Cubal, 2006  1978 a 2004
Fotos do Lomaum, 1978
Fotos da Ganda, 2006
Fotos da Huila, 2004
Fotos do Namibe, 2006




Actualizado no dia 20 de Abril de 2011